Facebook bloqueará nudes não autorizados

O Facebook vai bloquear a publicação de nudes não autorizados. A ação faz parte de um projeto já iniciado em cinco países, entre eles a Austrália. Ali, a empresa fez parceria com a agência governamental e-Safety Comissioner, para desenvolver uma metodologia que impeça o compartilhamento de ‘nudes’ sem o consentimento do dono das fotos.

A publicação ou compartilhamento dessas fotos acontece muitas vezes quando um telefone é hackeado ou quando um ‘ex’ enraivecido publica as fotos da ex num site de ‘pornografia de vingança’ (revenge porn) ou em redes sociais. Com a parceria, a diretora da e-Safety, Julie Inman Grant, espera que as vítimas consigam evitar que as fotos sejam publicadas no Facebook, no Instagram ou no Messenger.

Pelas estatísticas do e-Safety, 20% das milheres australianas entre 18 e 45 anos já foram vítimas desse tipo de abuso.

As pessoas que querem ser protegidas pelo projeto devem primeiro entrar em contato com o e-Safety Commissioner. O ponto de partida do método é que as vítimas ou pessoas em risco de sofrerem chantagem ou vingança enviem suas fotos (peladas) para elas mesmas por meio do Messenger.

O que o Facebook vai fazer em seguida é armazenar o hash da imagem (hash é como uma impressão digital de uma sequência de dados – é única) e utilizar tecnologias de processamento de imagem baseadas em inteligência artificial para classificar a imagem evitar que alguém consiga publicá-la. Na Austrália, um dos casos mais recentes aconteceu no início de outubro: um jogador do Richmond Football Club publicou a foto de uma companheira posando, sem blusa, com uma medalha que ele havia ganho. A moça não havia autorizado o compartilhamento e fez uma queixa na polícia. Em poucos dias o jogador se apresentou como culpado.  Ele fez um pedido de desculpas público mas a essa altura a foto da moça já havia vizalizado pelas redes sociais.

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes